Jornalismo e SEO – parte II

Há alguns dias ouvi o MestreCast que fala sobre Jornalismo e SEO. O programa tem mais ou menos uma hora e quinze minutos de muita informação interessante conduzida por Ique Muniz, com a participação de Klaus Junginger e Guilherme Conter.

O tema pode ser polêmico em alguns aspectos e também já foi discutido aqui no blog em um post mais antigo, que ainda continua atual. E qual é a opinião de vocês sobre isso? O jornalismo pode usar o SEO como mais um recurso ou deve continuar como sempre foi?

Ouça o podcast aqui:

Luísa Barwinski

Fundadora da MOT Digital e professora. Desenvolveu estratégias online para clientes dos mais diversos setores nos últimos 10 anos. Mestre em marketing, com ênfase no comportamento do consumidor, busca compreender como as marcas podem melhorar o relacionamento com o seu público em meios digitais.

Você também pode se interessar por

Um comentário para “Jornalismo e SEO – parte II”

  1. Muito interessante esta discussão. Sei que até a Martha Gabriel foi questionada sobre a posição dela ref a isso em um de seus primeiros livros que falam de SEO e SEM. Acho que limitar algo quando o objetivo é informar seria restringir liberdade de expressão. A questão é se o jornalista quer informar com um conteúdo que acredite ser relevante ou informar somente para ganhar créditos. Técnicas Black Hat vemos aos montes e mesmo sendo proibidas, e podem gerar percepção, mas não fidelização e seguidores

    Responder

Responder