Como aumentar seu alcance no Facebook – O Guia Completo (até agora)

Como aumentar seu alcance no Facebook – O Guia Completo (até agora)

Quem aqui quer resultados positivos para a sua marca levanta a mão! Tenho certeza que todo mundo quer atingir seus objetivos de uma forma satisfatória, mas o que acaba acontecendo é que falta um pouco de recurso e de orientação para realizá-los com confiança.

Hoje, quero falar sobre um desses objetivos e como você pode cumprir com esse compromisso de agora em diante: aumentar o alcance das suas publicações para que cada vez mais pessoas (e as pessoas certas) conheçam sua marca, e assim você poderá converter leads em clientes potenciais.

Parece muita coisa para acontecer, mas você vai ver nesse artigo que não é. Entenda como você pode alcançar mais pessoas usando o Facebook!

Alcance orgânico: Precisamos falar disso

Nas mídias sociais, o alcance é dividido entre orgânico e pago, sendo que o primeiro acontece naturalmente quando uma marca consegue um bom engajamento com seu público, e o segundo, quando uma marca paga para as mídias sociais para “aparecer mais”.

O que anda acontecendo há um tempo é que o Facebook mudou seu algoritmo, fazendo com que ele trabalhe mais a favor do usuário, mostrando em seu feed de notícias conteúdos cada vez mais significativos para ele e priorizando suas preferências, como fotos de amigos, família e acontecimentos, como um casamento ou o nascimento de um bebê.

Na contramão disso, tem as marcas que querem vender seus produtos e serviços e que não oferecem um conteúdo que traga tanto engajamento assim para os usuários. O Facebook então passou a diminuir seu alcance orgânico, tornando os conteúdos vendedores cada vez mais apagados no feed. Agora, quem quer realmente aparecer precisa pagar.

Será mesmo que essa é a única solução? Para mim, uma marca só consegue um envolvimento real com seu público quando oferece as duas coisas juntas: conteúdos orgânicos de qualidade e anúncios de qualidade (e tudo isso seguindo uma estratégia inteligente).

“Mas por quê preciso pagar?” Bom, o Facebook além de ser uma ferramenta de uso social, ele também é um veículo de mídia e precisa do dinheiro dos anunciantes, assim como qualquer empresa.

Assim faz sentido ele forçar um pouco a barra para as marcas anunciarem mais, certo?

Agora que essas questões de alcance orgânico e pago foram esclarecidas, é hora de aprender alguns macetes para que seu alcance melhore. Preste atenção nessas dicas!

1. Qualidade

Se você ainda não tem uma estratégia de conteúdo, já passou da hora de ter.

O conteúdo produzido pela sua marca deve ser bem estudado, observando o comportamento do seu público e entendendo que tipo de formatos e assuntos ele prefere ver.

Seu conteúdo precisa ser útil para as pessoas, resolver um problema ou uma dor delas. Pense em como a sua marca pode agregar valor ao dia a dia de uma pessoa, estude muito bem esses temas e produza seus conteúdos baseados nisso.

Tenha uma coisa em mente: as coisas não giram ao seu redor, mas ao redor dos usuários. Por tanto, fale menos de você, dos seus produtos e serviços e ofereça algo mais relevante.

Existe uma regrinha de proporção que criaram sobre os assuntos que uma marca deve abordar nas mídias sociais e suas respectivas quantidades: a proporção de 4:1. A cada 4 conteúdos relevantes, você pode publicar 1 conteúdo que fale do seu produto, promoção, serviço, etc.

Não é uma fórmula mágica, mas eu acredito na eficácia dela para esse rascunho de estratégia.

E como saber quais assuntos são mais interessantes para seu público? Utilize o Facebook Insights para entender com que tipo de conteúdo eles mais interagem. Para isso, vá no menu da sua página do Facebook e clique em Informações. Lá embaixo ele vai listar as 5 melhores publicações que sua marca já fez. Tente entender essas informações e produza mais conteúdos assim:

Captura de Tela 2017 11 20 a s 23.43.13

2. Frequência

Vamos deixar claro aqui que frequência não é a mesma coisa que produzir um monte de conteúdo.

Ter uma frequência é publicar de maneira regular, dando preferência para a qualidade e não para a quantidade.

Funciona igual um programa de televisão: todos os programas possuem um dia e horário específicos da semana para irem ao ar e as pessoas contam com isso, sabendo que naquele determinado momento, seu programa preferido vai passar.

É preciso entender qual o seu limite de produção de conteúdo, ou seja, quanto você e sua equipe dão conta de produzir durante um mês. Tome cuidado com essas duas situações:

  • Produzir muito conteúdo: geralmente a quantidade fala mais alto e a qualidade tende a cair bastante. Lembre-se que não importa a quantidade, mas sim, você manter uma frequência de postagens (e sempre de qualidade).
  • Produzir pouco conteúdo: produzir 1 conteúdo por mês pode ser considerado muito pouco para a sua audiência. Elas querem ver o que sua marca tem a oferecer, por tanto, é legal fazer um ajuste na sua rotina para produzir um pouco mais que isso (com frequência e qualidade).

Para ajudar no alcance orgânico, o ideal é encontrar o equilíbrio para que seu público não se canse de você e também não te esqueça.

Vale fazer um planejamento disso com um calendário de conteúdo, assim você tem mais controle da quantidade de postagens e também dos assuntos que serão tratados ao longo de um mês.

3. Horários

Acertar no horário de publicação é bem importante para sua estratégia funcionar. Se você publicar em horários “mortos”, ou seja, quando não tem muita audiência no Facebook, como por exemplo de madrugada, você corre o risco do seu conteúdo passar batido e poucas pessoas terem acesso.

Se você publicar em horários de pico, como próximo a hora do almoço e final da tarde, você corre o risco de competir com seus concorrentes pela atenção dos usuários.

E então, qual a melhor estratégia? Faça testes. Não existe uma receita pronta para todas as marcas seguirem e que dê certo para todas. Você precisa testar o que vai funcionar mais para você e então, replicar essa ação continuamente.

Para ser mais assertivo, entre na sua página do Facebook, clique em Informações no menu principal e no menu à esquerda, clique em Publicações.

Captura de Tela 2017 11 20 a s 23.48.05

Note que o gráfico nos diz que os horários de pico da página da MOT são 11h e 20h.

A dica aqui é publicar 1h antes desses horários, assim seu conteúdo já vai estar no ar quando seus concorrentes também publicarem seus conteúdos.

4. Vídeos

Lembra que comentei que o alcance orgânico no Facebook está caindo para as marcas?

Para minimizar essa situação, fique atento a essas tendências: vídeos e Facebook live.

Esse é um comportamento do usuário que vem mudando a forma como ele consome conteúdos, pelo simples fato que é mais rápido assitir e ouvir algo do que ler. Então, vale a pena estudar onde encaixar esses novos formatos no seu calendário de conteúdo.

Outra dica é que, mesmo que a sua marca tenha um canal no Youtube e publique seus vídeos lá, prefira publicá-los direto no Facebook. Essa ação faz com que o alcance melhore, pois o vídeo é reproduzido de forma automática no feed do Facebook, diferente do Youtube.

E na hora de produzir seu vídeo, é importante lembrar que o tempo das pessoas está cada vez mais escasso, então aproveite os 5 primeiros segundos para resumir todo conteúdo do vídeo. Só vai ver até o final quem realmente se interessar, o que pode ser muito bom para a sua marca, assim você gasta sua energia e recursos somente com leads em potencial.

5. Imagens

Elas são o segundo formato que mais funciona, depois dos vídeos. Segundo dados do Social Bakers, fotos e vídeos geram 3x mais engajamento do que conteúdos apenas textuais.

Já vimos que a qualidade do conteúdo é importante para sua marca, mas esse material precisa ter uma forma, algo que o represente de uma forma gráfica e precisa ser tão atrativo quanto o texto.

De acordo com a psicologia, algumas imagens podem atrair mais o olhar das pessoas, como:

  • Rostos
  • Setas, alvos, algo que aponte para algum lugar
  • Gráficos
  • Conceito de sucesso e luxo
  • Conceito de liberdade

Essas imagens remetem a emoções que as pessoas gostam de sentir, como pertencimento, satisfação e confiança e também orientação, caminhos para seguir, habilidade de escolhas, etc.

Veja alguns exemplos de marcas que acertam nas imagens:

Outback

pasted image 0 10

Coca-cola

pasted image 0 9

Citroen

pasted image 0 7

6. Interações

Para melhorar o alcance, invista em ações que tragam engajamento para sua marca. Uma das formas mais divertidas é incentivar sua audiência a fazer alguma coisa, como responder à uma pergunta.

Essa simples ação garante mais comentários e interações com a marca. Você pode fazer as seguintes perguntas (sempre de acordo com seu segmento):

  • Qual seu esporte preferido?
  • Alugar ou comprar um carro?
  • O que mais marcou você no primeiro ano da sua empresa?
  • Se você tivesse todo dinheiro que sempre quis ter, o quê faria?

Não se esqueça que esse tipo de postagem pode fazer com que o número de comentários aumente, então é importante ficar sempre de olho para responder com prontidão e continuar a conversa com seus seguidores.

7. Segmentação

Através da segmentação você pode deixar sua postagem mais restrita, direcionando uma mensagem para um público específico. Para isso, basta ir na área de publicação da sua página e clicar no penúltimo ícone da janela:

Captura de Tela 2017 11 20 a s 23.51.27

pasted image 0 8

8. Anúncios

Eu vejo que muita marca ainda resiste em investir na ferramenta paga do Facebook.

Alguns motivos podem ser:

  • Não tenho orçamento para isso
  • Já investi, mas não obtive resultados
  • Não sei mexer na ferramenta
  • Não consigo analisar os dados

Lá no começo do artigo, comentei que uma marca precisa fazer 2 coisas muito bem: produzir conteúdo orgânico de qualidade e produzir anúncios de qualidade.

É claro que seguir todas as dicas desse artigo podem ajudar a melhorar seu alcance orgânico, mas nada vai se comparar com a eficiência dos anúncios pagos. Em menos tempo e de forma bem mais assertiva (com base em dados concretos e reais), você tem um mar de possibilidades e principalmente, poderá tomar decisões de forma mais racional.

Para ajudar você nessa, vou desmistificar cada um desses argumentos:

  • Não tenho orçamento para isso: você não precisa investir grandes quantidades de dinheiro todo mês. O Facebook é bastante flexível quanto ao orçamento e você pode começar investindo 5 reais por postagem. Sinta os resultados e vá testando diferentes valores.
  • Já investi, mas não obtive resultados: antes de tudo, você sabe que tipo de resultado quer atingir? Você pode querer mais engajamento, mais visibilidade ou até mesmo, novos clientes. Saber o que quer é o primeiro passo para acertar na estratégia.

Depois, é importante entender como a ferramenta funciona e qual o melhor caminho para atingir o objetivo que você busca. Para cada objetivo desses existe uma infinidade de possibilidades e cada uma criará uma nova chance para que você realize-o.

  • Não sei mexer na ferramenta: sim, isso é bem importante. De nada adianta saber seus objetivos e ter uma estratégia incrível se você não souber como colocar o plano em prática. A minha sugestão é procurar por cursos específicos ou por um profissional especializado, dessa forma você reduz esforços e tempo de dedicação em cima disso, focando no que você sabe fazer melhor. Nesse artigo eu explico alguns pontos da ferramenta, espero que ajude!
  • Não consigo analisar os dados: mais um argumento que possui soluções bem práticas: aprender a analisar ou terceirizar o serviço para um profissional da área.

As soluções estão aí, o que não dá é desperdiçar as chances que essa ferramenta poderosa pode oferecer para a sua marca, só porque você imaginou que não existem soluções palpáveis para isso.

Espero que com essas dicas, você consiga melhorar seu alcance e conquistar suas metas. A mensagem final é que você vai precisar testar muitas coisas até acertar, pois o que funciona para uma marca, talvez não funcione para a outra.

Qualquer dúvida que tiver, é só comentar aqui embaixo. Até mais! 🙂

Alessandra Boldrini

É redatora e social media, formada em Marketing com foco no digital. Já atuou no mercado da moda, educação, beleza, alimentação e comunicação interna e hoje busca cumprir seu propósito no empreendedorismo, prestando consultoria em mídias sociais, conteúdo e estratégias digitais.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Convide um amigo!
Preencha os campos abaixo e deixe o resto com a gente ;)
Convidar meu amigo!
Como você gostaria de convidar seus amigos?