7 dicas para garantir boas ideias para artigos no seu blog

Para quem cria conteúdo com frequência para uma marca, sabe o quanto pode ser desafiador encontrar novos temas e não repeti-los nunca.

Essa tarefa exige esforço, tempo disponível e nem sempre a ideia aparece quando precisamos dela.

Hoje, vou dar algumas dicas para você destravar esse processo e ter mais facilidade para criar novos conteúdos. Olha só:

1. Busque no Google

Sim, isso mesmo. Se você não sabe sobre o que escrever ou falar, procure no Google.

Através do buscador, é possível entender que termos estão sendo buscados pelos usuários e quais assuntos estão interessando mais.

Experimente abrir seu buscador agora mesmo. Coloque uma palavra-chave que tenha a ver com o seu negócio, por exemplo “plantas”.

Como ter boas ideias para artigos no blog

Dá uma olhada nas opções que apareceram:

  • Plantas de casas
  • Plantas medicinais
  • Plantas X Zumbis

A partir daí você pode ter insights interessantes para começar a produzir seus conteúdos.

Também é possível mapear algumas tendências, como por exemplo no segmento de moda e tecnologia:

Como encontrar boas ideias para artigos no blog com o Google

Como usar o Google para ter boas ideias de artigos

2. Procure palavras-chave

A gente já conhece muito bem a importância das palavras-chave para uma marca, certo? Elas trazem relevância para o usuário, chamam sua atenção e tem a ver com o que esse usuário está tentando saber ou resolver.

É muito bom você trabalhar por um período os mesmos nichos de palavras-chave e seus sinônimos, assim você ganha notoriedade mais rápido nesse segmento (mas tem que oferecer conteúdos de qualidade, ok?).

Porém, um exercício muito válido é sair um pouco dessa “zona de conforto” e ir para a “zona de esforço”, pensando em segmentos complementares, assim você amplia seu leque de palavras e começa a ser notado através de outros assuntos também.

Existem ferramentas que ajudam muito nesse processo e eu vou mostrar para você algumas:

SEM Rush

Considerada uma das melhores ferramentas para SEO e super útil para pensar estratégias de conteúdo, acompanhar o que sua concorrência está fazendo, entender quais palavras-chave estão sendo buscadas e mais algumas outras coisas.

Nela, você coloca o domínio que quer analisar. Peguei o exemplo das Casas Bahia:

Use o SEM Rush para encontrar ideias de conteúdos com as palavras-chave

Note que ele já puxou vários dados e gráficos. Já é possível entender qual o volume de busca orgânico e pago, qual o custo da palavra e ainda é possível navegar pelo menu lateral e abrir outras informações. Mas a parte que interessa é essa aqui:

Use o SEM Rush para encontrar as palavras-chave

Ele abre algumas opções de palavras que estão sendo buscadas pelos usuários e que sejam relacionadas com o domínio que coloquei lá em cima.

Answer the public

Essa ferramenta é uma das minhas preferidas. Você coloca uma palavra-chave na busca e ele vai selecionar as principais perguntas que as pessoas estão fazendo.

Vou colocar como exemplo a palavra “geladeira” e vou selecionar o país que quero que ele busque.

Descubra as principais dúvidas do seu público

Saiba o que o seu público pergunta ao Google!

Ele listou para mim 184 perguntas sobre “geladeira”, como:

  • Onde comprar geladeira side by side
  • Qual geladeira comprar, inox ou branca
  • Quem inventou a geladeira
  • Porque geladeira para de gelar

3. Conteúdo sustentável

Uma das grandes estratégias do marketing de conteúdo e que já está virando uma forte tendência entre os produtores de conteúdo é o conteúdo sustentável.

É bem simples: digamos que você produziu um post para seu blog. Foi um conteúdo denso, repleto de informações relevantes e úteis. Você pode reaproveitá-lo, pegando algumas partes dele e adaptando para outros formatos, como posts nas mídias sociais, vídeos, tutoriais, e até mesmo criando conteúdos mais aprofundados sobre o assunto, como e-books.

Para cada conteúdo criado, pense em pelo menos 3 formas de reutilizar para outros canais. Isso gera muita economia de tempo e dá uma folga para você pensar em coisas novas.

4. Comunidades nas mídias sociais

No Facebook existe uma infinidade de grupos e comunidades para trocar ideias e informações com outros usuários.

Faça uma varredura geral e procure por comunidades e grupos que sejam do seu interesse. Entre nos grupos e observe o que as pessoas estão comentando, como elas interagem e esteja aberto para absorver o máximo de ideias que conseguir.

Quando sentir que sua inspiração está em falta, volte a visitar essas comunidades e busque mais ideias.

5. Faça perguntas

A maneira mais tradicional de saber sobre alguma coisa é perguntando, certo? Converse com algumas pessoas que tenham o perfil do seu público e busque entender o que elas querem saber, quais suas principais dúvidas, anseios e problemas.

Sugiro que lance uma pergunta sobre um determinado assunto e apenas deixe a pessoa falar. Escute tudo com atenção e não interrompa o pensamento da pessoa, deixe ela bem à vontade e apenas anote palavras-chave ou frases que possam ser interessantes para você.

Ao final do processo, veja suas anotações. Com certeza muitas ideias irão surgir!

Caso você não consiga fazer isso pessoalmente, pode lançar uma pergunta em seus próprios posts e fique de olho nos comentários das pessoas.

6. Livros

Pode parecer simples, mas funciona: dê uma volta numa livraria e recolha os títulos que mais chamaram sua atenção.

Os livros são ótimos para gerar novas ideias e são assuntos garantidos que vão interessar a um público, afinal as pessoas pagam por um livro para ter em troca uma informação.

7. Concorrência

É fundamental estar sempre de olho no que seus concorrentes fazem. Analise cada passo, se inscreva em suas newsletter, siga eles nos canais digitais, baixe seus materiais e aprenda com eles.

Existe um livro chamado “Roube como um Artista”, do Austin Kleon, que dá uma dica muito útil:

“Roube tudo o que parecer interessante. Escolha seu artista favorito e descubra tudo sobre ele. Descubra quem o influenciou e devore informações sobre essas pessoas também. Vá subindo os degraus dessa árvore genealógica o mais alto que der. Faça dessa pesquisa uma educação informal. Investigue cada referência, mergulhe fundo não apenas nos trabalhos das pessoas que você admira, mas  nos conceitos e estruturas por trás desses trabalhos. O Google está aí para isso.”

E você, tem alguma dica ou técnica infalível para ter boas ideias com mais frequência? Compartilha aqui com a gente e qualquer dúvida, só chamar!

Alessandra Boldrini

É redatora e social media, formada em Marketing com foco no digital. Já atuou no mercado da moda, educação, beleza, alimentação e comunicação interna e hoje busca cumprir seu propósito no empreendedorismo, prestando consultoria em mídias sociais, conteúdo e estratégias digitais.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Convide um amigo!
Preencha os campos abaixo e deixe o resto com a gente ;)
Convidar meu amigo!
Como você gostaria de convidar seus amigos?